Tratamento do efluente industrial

Por que sua empresa deve tratar o efluente industrial?

Publicado em 21 de maio de 2020

O Brasil passou no último século por um acelerado processo de urbanização. A maioria da população brasileira vivia na zona rural e, em poucas décadas, com o processo de industrialização e a migração para os centros urbanos, provocando um déficit no setor de saneamento, e para isso a sinergia entre as políticas de Meio Ambiente e de Saneamento Básico se manifesta por meio de ações capazes de promover a compatibilização do desenvolvimento econômico e social com a preservação da qualidade do meio ambiente e do equilíbrio ecológico.

No Brasil, o CONAMA – Conselho Nacional do Meio Ambiente – é o órgão ambiental máximo federal. Cabe aos municípios e cidades seguirem suas resoluções, com exceção de decretos municipais ou estaduais mais restritivos. Para que as empresas estejam regularizadas, é necessário que elas estejam de acordo com a resolução n° 430, de 13 de maio de 2011, que complementa a resolução n° 357, de 17 de maio de 2005, ambas do CONAMA.

O Efluente Industrial é caracterizado quando a água é proveniente de algum processo industrial e suas características físicas, químicas e biológicas variam de acordo com o ramo de atividade de uma indústria ou estabelecimento. Os efluentes da agroindústria e indústria alimentícia em geral, são ricos em matéria orgânica ao passo que outros ramos industriais tendem a produzir efluentes com compostos químicos.

O tratamento do efluente será indicado a partir de sua carga orgânica, presença de contaminantes, carga tóxica dos materiais, presença de sólidos e componentes químicos na composição e é necessário haver um estudo acerca de suas características, baseado na descrição dos materiais empregados nas etapas do processo produtivo, sendo avaliada a presença de substâncias orgânicas e inorgânicas, metais pesados, hidrocarbonetos, corantes, detergentes, dentre outros. Com esses dados, consegue-se definir quais indicadores devem ser utilizados, afim de quantificar as substâncias presentes no efluente industrial. Também são medidos parâmetros como pH, temperatura, cor, turbidez, alcalinidade, oxigênio dissolvido e a vazão. Desse modo, evita-se a contaminação de solos e águas superficiais, tais como rios, lagos e lagoas.

Por que sua empresa deve tratar o efluente industrial?
Tratamento de efluente industrial: lodo ativado com aeração constante.

Muitos efluentes industriais são complexos e precisam de diferentes tipos de tratamento antes de serem descartados ou reutilizados e, ao descumprir as medidas e parâmetros estabelecidos as multas ambientais podem acabar sendo mais caras do que o processo de tratamento de efluentes em si, além de afetar a imagem da empresa com a comunidade local e seus clientes.

Outros motivos para o tratamento do efluente industrial

Podemos citar outros motivos que se fazem importantes para a implementação do tratamento do efluente industrial.

Consciência Ambiental

O principal motivo de se tratar o efluente industrial é minimizar o prejuízo causado a natureza e assim preservar para que as gerações futuras possam desfrutar dos bens naturais.

Marketing Verde

Algumas empresas vão além da legislação e seguem fielmente as boas práticas ligadas ao meio ambiente como estratégia de mercado, com o intuito de agregar valor à marca, chamada de marketing verde, e ganhar identificação dos consumidores com os seus valores e propósitos, assim convertendo em receita. Quando uma empresa é identificada pelo seu público consumidor como um agente agressor ao meio do ambiente, o prejuízo é imensurável do ponto de vista de sua imagem, causando descrédito e desconfiança em todo o mercado. Isso pode causar uma diminuição nas vendas, além da queda no valor das ações e da marca, afetando a saúde financeira da empresa

Odor gerado pelos efluentes

O odor gerado na produção e no tratamento efluentes, além de ser desagradável, pode atrapalhar na produção da indústria, podendo causar transtornos aos funcionários e colaboradores. Isso afeta a produtividade, causando transtorno a saúde, como dores de cabeça, náuseas e mal estar. Além disso, pode gerar problemas de relacionamento com a população vizinha, que pode acionar a fiscalização por meio de denúncias, estando a indústria sujeita a receber punições do órgão ambiental.

Para evitar essa situação, uma excelente solução é a utilização do nosso biocatalisador no tratamento do efluente industrial, resolvendo com a redução ou eliminação do odor.

Riscos ao meio ambiente

Muitos resíduos industriais líquidos são nocivos e seu descarte é ilegal, alterando as características do solo e da água, poluindo e contaminando o meio ambiente.

Riscos à saúde

A falta de um tratamento do efluente industrial, assim como falta de tratamento de água e esgoto, são as principais causas de doenças sérias que ainda atingem nossa população. Principalmente nas indústrias, o volume de efluentes gerado é alto e caso não seja tratado e descartado corretamente, este resíduo pode causar diversas doenças e, em alguns casos mais sérios, levar à morte. A água contaminada possui microrganismos patogênicos de origem entérica, animal ou humana, que são algumas das causas de enfermidades, como a Hepatite A, amebíase, leptospirose, cólera, câncer e outras doenças;

Evitar prejuízos financeiros

Em casos de irregularidades, na falta ou no mal tratamento do efluente industrial, a empresa pode receber multas de alto valor, além da possibilidade de ser processada por crime ambiental, entre outras penalidades, como paralisação provisória ou permanente de suas atividades por determinação judicial, e o pagamento de indenizações.

No caso da Lei da Política Nacional do Meio Ambiente, o poluidor é obrigado a indenizar danos ambientais que causar, independentemente da culpa, e o Ministério Público pode propor ações de responsabilidade civil por danos ao meio ambiente, impondo também à empresa poluidora a obrigação de recuperar os prejuízos causados, podendo chegar até a prisão dos responsáveis. O governo tem fiscalizado com cada vez mais rigor e critério as operações das empresas em todo o país, e isso só tende a se intensificar, com a opinião pública cada vez mais crítica de empresas ambientalmente irresponsáveis

Transbordamento

Entupimentos, vazamentos, excesso de efluentes em fossas, tanques, containeres, lagoas, IBCs entre outros, podem resultar em transbordamento. Além de problemas como odor e sujeira, a empresa estará sujeita a autuações e multas aplicadas pelo órgão ambiental durante fiscalização, uma vez constatada a contaminação do solo.

Crédito bancário

Empresas que não realizam o tratamento do seu efluente industrial e não obtêm suas certificações, por consequência podem sofrer restrições ou negativações que podem prejudicá-la em um momento de solicitação de crédito bancário, que são fundamentais para o fluxo de suas operações atuais, como capital de giro e operações futuras, financiar obras, expansão de suas atividades, compra de materiais e equipamentos e outras.

Isso se deve ao fato de que os bancos ao analisarem a possibilidade do crédito, dentre todas as informações de risco analisadas, avaliam a situação atual da empresa, e caso haja multas e possibilidade de paralisação da atividade da mesma em razão de falta de responsabilidade ambiental, isso pode impactar na capacidade de pagamento do crédito bancário. Os bancos também são pressionados a implantar regras de acordo com a Política de Responsabilidade Socioambiental, analisando o grau de exposição ao risco socioambiental das atividades e operações das empresas que buscam recursos financeiros.

Tratamento de efluentes industriais: decantador
Tratamento de efluente industrial: decantador secundário.

Considerações finais

Como considerações finais, é importante que o tratamento do efluente industrial não seja avaliado somente como uma despesa para a empresa, e sim, o quanto a sua marca pode ganhar ou perder com a responsabilidade ambiental e o marketing verde.

Assim, podemos auxiliar sua empresa trazendo a biotecnologia a seu favor. Nossos produtos biológicos são utilizados no tratamento de efluentes em sistemas de processos aerados ou anaeróbios, e contribuem para a preservação dos recursos naturais, geram economia, melhoria nos processos e nos parâmetros finais para descarte do efluente.

Faça um contato conosco e solicite um orçamento, que teremos prazer em atendê-lo.

Rodrigo Colpas

Rodrigo Colpas

Economista
Sócio-proprietário da Biolinear Soluções Ambientais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima